Ventana Sur: Spcine premia terror mexicano e longa brasileiro é destaque

Raul PerezInternacional0 Comments

Terminou no último sábado o Ventana Sur, mercado audiovisual focado em conteúdo da América Latina sediado anualmente em Buenos Aires (Argentina).

A Spcine teve participação especial nesta edição. O diretor-presidente Alfredo Manevy apresentou as ações desenvolvidas nestes dois anos de atuação da empresa ao público internacional em painel exclusivo durante a feira. No evento, a Spcine também assinou a integração da 48ª sala do SP Mundus – programa de exportação de filmes paulistas –, a El Cairo (Rosario, Argentina). O espaço se junta aos 30 cinemas da RECAM, rede de cinemas do Mercosul presente na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai; Russian Filmmakers Union (RFU), organização pública de desenvolvimento do audiovisual com sete salas no país, incluindo a capital Moscou; e Cineteca Nacional, com 10 salas no México.

Visando o intercâmbio entre os países latino-americanos, a Spcine concedeu ainda o prêmio-aquisição para o vencedor da seção Blood Window, voltada a filmes de fantasia. O escolhido foi o mexicano “Belzebuth” (foto), de Emilio Pontes, terror ambientado na divisa entre os EUA e o México onde sacerdotes renegados massacram crianças inocentes por receio da chegada do anticristo. O filme recebe cinco mil dólares e entra em cartaz em todas as salas do Circuito Spcine.

O brasileiro “Corpo Elétrico”, de Marcelo Caetano, foi o grande vencedor da categoria “Primer Corte”, voltando para casa com três prêmios. O longa-metragem conta a história de um designer responsável por uma fábrica de roupas em São Paulo que se apaixona por um imigrante africano que trabalha na linha de produção. O filme foi coproduzido pela Secretaria Municipal de Cultura.

Compartilhe

Deixe uma resposta