Spcine lança programa de ação cineclubista nas salas do Circuito

Guilherme MarianoDestaque, Notícias1 Comment

Pegando carona no sucesso do Circuito Spcine – que, até o fim de junho, deve somar 500 mil espectadores –, a empresa da Prefeitura de São Paulo anuncia que estão abertas as inscrições para o Cineclube Spcine – Programa de Ação Cineclubista.

A iniciativa pretende estimular cineclubistas, cineastas, curadores, produtores e programadores a promover sessões seguidas de debates em qualquer uma das 20 salas da rede. Para participar, basta preencher o formulário de inscrição. Os proponentes podem ser tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Acesse a íntegra do edital aqui.

O anúncio foi feito em 13 de junho, na sala Circuito Spcine Paulo Emilio, no Centro Cultural São Paulo. O evento também contou com um workshop de Open DCP (Digital Cinema Package) ministrado por Flavio Soares, pesquisador de tecnologias livres para vídeo, e Thiago de André, doutor em cinema digital pela USP.

“O objetivo da ação é diversificar a programação das salas do Circuito, promovendo atividades de formação de público com debates, palestras e oficinas de curta duração. Além disso, fortalecer, por meio de estratégias de mobilização, a difusão do cinema brasileiro autoral e independente”, explica Rafael Carvalho, coordenador de programação das salas de cinema da Spcine.

Oficinas de curta duração e palestras com pesquisadores ou profissionais do audiovisual são alguns exemplos de ação que se enquadram no programa. O candidato também tem liberdade para sugerir gênero e formato da obra audiovisual, podendo ser curtas, longas-metragens, documentários, animações, videoclipes, entre outros tipos de obras. O programa não se destina a mostras temáticas, festivais, retrospectivas ou ciclos de cinema de longa duração.

As propostas serão selecionadas pela equipe de programação do Circuito Spcine de acordo com critérios como coerência curatorial, relevância artística da obra, currículo dos debatedores, viabilidade orçamentária e obtenção dos direitos autorais da obra audiovisual.

“Com o programa, pretendemos atender a demanda de exibição de realizadores da cidade de São Paulo, além de promover a aproximação com o público”, afirma Leticia Santinon, coordenadora de difusão da Spcine.

Cada proponente pode inscrever até três ações cineclubistas, cada uma contendo no máximo cinco cine-sessões. A remuneração é de R$ 1 mil por cada cine-sessão.

O resultado final será anunciado no site da Spcine. Na sequência, a equipe do Circuito avalia a(s) data(s) para encaixar os títulos na programação.

“A estratégia de aproximar as comunidades e o debate para as salas compõe a política de formação de público e olhar da empresa, que está muito preocupada em ampliar o repertório audiovisual da população e, consequentemente, melhorar a posição do conteúdo local frente a outros conteúdos”, conclui Renato Nery, diretor de inovação, criatividade e acesso da Spcine.

Os proponentes que desejam ver suas sugestões nas telas ainda em 2017 têm até 24 de outubro para se inscrever. Vale lembrar que a plataforma de inscrições continuará ativa depois deste prazo. A ideia é criar um catálogo de ações cineclubistas para eventuais ações futuras.

 

Compartilhe

One Comment on “Spcine lança programa de ação cineclubista nas salas do Circuito”

  1. Pingback: Calendário 2017: Leis, Editais e Resultados | DA GAVETA

Deixe uma resposta