Spcine lança a Spcine Game, primeira incubadora de jogos do país

SpcineNotíciasLeave a Comment

Iniciativa contemplou 8 projetos através do Edital de Seed Money 

Nesta última quinta-feira (16), a Spcine realizou a live de lançamento da incubadora Spcine Game. A iniciativa criada para apoiar o ecossistema de games de São Paulo foi transmitida pela página de Facebook e YouTube da Spcine. Abaixo o link da transmissão: 

A Spcine Game é a primeira incubadora do Brasil exclusivamente voltada para games, e que tem como objetivo principal dar suporte especial aos contemplados pelo edital Seed Money da Spcine para produção de jogos digitais. 

A apresentação do evento foi feita por Pedro Zambon, coordenador do projeto, e contou com a presença de Viviane Ferreira, diretora-presidente da Spcine, Marcelo Rigon, gestor do Arranjo Produtivo de Games de São Paulo em nome da SP Jogos — entidade da categoria que representa as empresas de desenvolvimento de jogos do estado, e, Caio Chagas, desenvolvedor de jogos e integrante da incubadora. 

Durante 1h30 de live, foram reveladas as atividades que a incubadora irá desempenhar para os contemplados e para o público externo. Também foram apresentados os oito projetos incubados, com a exibição de teasers de cada um no decorrer da transmissão. Cada um dos 8 projetos contemplados recebeu um valor de R$ 50.000 (cinquenta mil reais) para produzir um protótipo. 

“Grande parte das dificuldades que as empresas de jogos têm, e eu venho acompanhado isso como pesquisador desde o último censo da indústria e tudo mais, não tem sido só a questão do investimento, mas muitas vezes falta capacitação, contatos, principalmente nessa área gerencial de negócios, de capital investidor, de capitar Publisher e também melhorar a própria qualidade do game play dos produtos” comentou Pedro ao falar sobre um dos objetivos da incubadora possibilitado pelo Edital de Produção de Games – Seed Money 2020.   

Pedro diz que o edital não só vai contemplar o desenvolvimento de protótipos “mas também criar uma infraestrutura de apoio que ajude a fazer esses jogos ficarem melhores, que ajude a eles conseguirem mais recursos, (…), e ajude a fazer esses jogos prosperarem no mercado”. 

Outro ponto comentado durante a live foram os critérios de políticas afirmativas aplicados no edital da Spcine para a seleção dos contemplados, tais critérios deram 1 ponto adicional para os projetos que tivessem os cargos de direção de desenvolvimento, direção de arte e/ou produção executiva ocupados por mulheres cis, pessoa negra, parda e/ou transgênero, e outros 2 pontos adicionais para empresas que tivessem participação de pessoas negras ou pardas equivalente à metade ou superior no quadro societário.  

Viviane Ferreira, iniciou sua fala agradecendo a gestão passada da Spcine e ao trabalho da ex-diretora Malu Andrade .“Falar de herança na administração pública é importante porque é necessário que a gente se acostume com a ideia de continuidade de políticas públicas. E a incubadora pra gente tem esse caráter, tem essa força, exatamente porque a Spcine continua enxergando no game uma ferramenta, um setor profundamente promissor para a consolidação, avanço e desenvolvimento para o setor audiovisual no Brasil”. E completou: “É uma felicidade muito grande olhar para os contemplados e perceber o reflexo da nossa pluralidade, perceber como questões cotidianas que têm sido debatidas, cotidianamente o game já está capitaneando e trazendo para o universo do jogo”.  

Marcelo Rigon destacou a importância da incubadora: “É fundamental pra ajudar pra quem tá começando, é muito mais fácil você estar no meio, estar numa estrutura com pessoas te dando uma mentoria, te dando uma consultoria, te dando algum auxílio. Se ainda tem alguma injeção de capital inicial, esse tipo de iniciativa pode fazer toda diferença entre a empresa continuar ou não”.   

Sobre as atividades da Spcine Game, a incubadora vai operar por três categorias de atividades: coletivas internas, oferecidas às oito equipes contempladas; públicas, com participação ampla e gratuita do público externo, e; individuais, que são capacitações individuais com as equipes. 

Além disso, também serão oferecidas atividades públicas, entre elas, bate-papo com desenvolvedores e empreendedores do setor de games e, seis masterclasses em formato de webinar sobre diferentes temas centrais no desenvolvimento da indústria.  

Ainda dentro das atividades públicas, a incubadora irá oferecer sessões ao vivo de playtest dos jogos incubados, pitch público em inglês com convidados internacionais, workshop de editais, bate-papo com os contemplados, reverse pitch com publishers e encerrando com o demo day, momento em que os contemplados apresentam os projetos para uma banca de pitching.   

“Em nenhum lugar do mundo onde a indústria de games se desenvolveu, isso aconteceu sem o investimento pesado do Estado, sem editais, sem tax credits, sem políticas públicas, e eu fico muito feliz de fazer parte dessa grande política pública” finaliza Pedro em sua fala final. 

Assista a live completa no canal do YouTube da Spcine

Agenda da Spcine Game 

  • Quintas-feiras às 19h: Bate-papo e Masteclass 
  • Junho: Pitch público (em inglês) e Playtest público
  • Agosto: Workshop de editais
  • Agosto e Setembro: Bate-papo com os contemplados
  • Outubro: Reverse Pitch com Publishers
  • Novembro: Demo Day 

Próximas Atividades 

  • 22 de Abril: Bate-papo com Luís Tashiro (Mad Mimic)
  • 29 de Abril: Relacionamento com a Mídia e PR com Jesús Fabre e Theo Azevedo
  • 30 de Abril (à confirmar): Aquecimento BIG Festival com o podcast Abringo o Jogo    

Sobre o Edital Seed Money 

O Edital de Produção de Games 2020 – Seed Money teve como objetivo apoiar financeiramente, de forma não exclusiva, projetos de produção de game digital para exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis e profissionalizar e capacitar as produtoras contempladas, por meio de uma incubadora, para as etapas de produção e comercialização de um game digital, com intuito de garantir um melhor desenvolvimento do setor e do produto final. 

Sobre os projetos incubados 

Silkcity

Silkcity é um fashion adventure. O jogador controla Lãna em sua exploração pela cidade, coletando materiais mágicos e ferramentas para confeccionar roupas a pedido dos moradores. 

Aventurando-se pela cidade e conhecendo os moradores, Lãna descobre que Silkcity é uma cidade onde todos se importam muito com suas roupas e estilos. Os moradores, então, passam a confiar nela para confeccionar peças únicas. O jogo tem foco na ferramenta de customização: tudo depende do design final das roupas feitas pelo jogador. Quanto mais os personagens gostam das roupas que recebem, mais Lãna é prestigiada, conseguindo melhorar suas ferramentas e ter acesso a melhores materiais. 

Equipe:
Ligia Duque – Criação e Direção de Arte 
Bianca Zephyr – Produção 
Stella Retamal – Game Design 
André Asai – Game Design 
Isabelle Brandeleiro – Programação 
Stella Lage – Programação 
Gregorio Toth – Programação 
Claudio Matsumoto – Arte 3D 
Nathalia Maia – Arte 3D 
Studio85 – Música e Sound Design 

Lila’s Tale

Lila’s Tale é uma jogo de plataforma 2D no qual o jogador controla Lila e sua companheira Flee dentro de uma floresta mágica para resgatar as corujas místicas que foram roubadas pelos Asas Vermelhas. Durante sua aventura o jogador vai encontrar diversos coletáveis e um cenário rico para exploração. 

Equipe:
Ana Carolina Santos Striato – Game Design 
Daniela Pacheco – Animação 2D 
Gabriela Thobias – Direção Criativa 
Rafael Ferrari – Programação 
Joziel Ribeiro de Andrade Silva – Programação 
Mariana Luiza Louzada da Silva – Arte 
Tales Badu – Produção 

 

Lumen

Lumen é um jogo puzzle 2D em que o jogador deve explorar o centro da cidade de São Paulo enquanto ilumina o ambiente com a ajuda de símbolos criados com reconhecimento de gestos. Controlando Lucio, uma criatura mágica capaz de gerar luz, o jogador resolverá quebra-cabeças para salvar seus amigos. 

Equipe: 
Renan Reixach – Direção Criativa e Game Design
Henrique Alves de Andrade – Produção e Arte VFX
Shie Wasano – Direção de Arte
Vitor Moura – Programação
Henrique Ernesto de Andrade – Sound Design
Cristina Sena – Arte
Licínio Souza – Animação

Pivot of Hearts

Pivot of Hearts é uma narrativa interativa da Dragonroll Studio. Nela, o paulistano taiwanês-brasileiro Wén precisa rever seus ideais românticos convencionais para poder concretizar um amor verdadeiro. Ao interagir com os personagens, os jogadores ganham cartas que podem ser usadas nas escolhas da história, levando a desfechos diferentes. Entre o reencontro com uma crush do colegial e a descoberta de um grande amigo no trabalho, Wén vai navegar por sessões de RPG, sonhos sem pé nem cabeça e prazos apertadíssimos na indústria de jogos em busca das respostas para suas ansiedades. 

Equipe: 
Lívia Santos – Direção de Arte e Roteiro 
Livia Maki Yoshikawa – Produção Executiva, Trilha Sonora e Roteiro 
Wilson Kazuo Mizutani – Direção de Desenvolvimento, Programação e Roteiro

Glitchers – Quebrando o Jogo

Glitchers – Quebrando o Jogo é um game de ação e comédia, de gênero Beat ‘em Up em 2D para plataformas móveis (Android e iOS). O game tem classificação livre e um visual cartoon com estilo cybermedieval, com tecnologias atuais em um ambiente de fantasia. 

Na história, Trix, uma garota gamer, fica presa dentro de seu videogame favorito, Combate Cabuloso II. Junto com sua ex-avatar Ada, uma guerreira sem modos e de grande coração, elas precisarão lutar contra um chefão que dominou a Terra Regrada, mudando e corrompendo regras do jogo. Para isso, elas vão precisar de aliados, espadas, magias e também quebrar algumas regras. 

Equipe: 
Felipe Marlon – Produção Executiva 
Vinicius Oppido – Direção Criativa 
Zenite Sentoma – Direção de Desenvolvimento 
Victor Barbosa – Game Development 
Yara Mayumi – Direção de Arte 
Caio Tamashiro – Arte 2D 
Bruno Leal – Animação 
Kevin Gomes – Animação 

Sharp Shop

Vem conhecer o Sharp Shop, do estúdio Minigum Digital 

Cada movimento deve ser preciso, cada segundo conta. Em Sharp Shop, você vai vivenciar a pressão e o calor da forja em cada nível. Aprimore sua técnica, coordene seu time e guie seu clã de ferreiros neste co-op divertidíssimo em busca da lâmina perfeita! 

Minigum Digital é um estúdio que aposta na diversidade, levando consigo um pouquinho de cada canto do Brasil, com integrantes de Manaus, Macapá e São Paulo. 

Equipe: 
Lucas ‘Xadex’ Machado – Programação Unreal 
Igor ‘LeStab’ – Game e Level Design 
Rafael ‘Old man’ Bessa – Direção de Arte e Arte Conceitual 
Tiago ‘Taigo’ Ataíde – Arte 3D e Animação 

Camera Blitz

Camera Blitz é um jogo de fotografia e parkour em um mundo aberto (e pequeno) para PC. 

Assuma o papel de um fotógrafo sem grana que quer comprar equipamentos melhores e pagar sua viagem para La Playa Grande. Para isso, ele vai precisar pegar freelas de fotografia. 

Explore a cidade, munido de sua câmera e de suas habilidades de parkour. Tire fotos livremente, mas preste atenção ao filme, pois a quantidade de fotos é limitada. 

Equipe: 
Andre Asai – Game Design 
Diego Castillo – Arte Conceitual dos Personagens 
Lua Costa – Arte Conceitual dos Cenários 
Camila Marques – Programação 
Victor Mendizabal – Programação 
Claudio Matsumoto – Arte 3D 
Ícaro Carvalho – Arte 3D 
Guilherme Bandini – Produção 
Nikolas Medeiros – Música 
Alexandre Iervolino – Música e Sound Design 

Milky Shay LAB

Milky Shay LAB é um localizador de corpos celestes que irá agregar mini-games sobre astronomia e exploração espacial. A partir de um celular, as crianças e curiosos sobre astronomia irão interagir com os personagens baseados nas características físico-químicas dos planetas e outras entidades do espaço sideral. Nós queremos contribuir com a Alfabetização Científica no Brasil e no mundo. 

Equipe: 
Bira Lavor – Líder de Projeto 
Massao Inoue – Autor da Propriedade Intelectual e Ilustrador 
Miki W. – Diretora de Arte 
Sheldon Chaves – Líder de Desenvolvimento 
Romualdo Santos – Desenvolvedor Unity 
Daniel Portela – Game Designer 
Mandril Áudio – Dublagem, Música e Efeitos Sonoros 
Dra. Rosaly Lopes – PhD em Geologia Planetária, Astrofísica e Consultora Científica 

Compartilhe

Deixe uma resposta