2ª edição do Batalha Animada abre inscrição para animadores

Guilherme MarianoNotícias0 Comments

Nesta segunda-feira (15/1), a Spcine dá o primeiro passo para mais uma edição do Batalha Animada, concurso que investe no desenvolvimento de um jogo para celular a partir de uma animação nacional.

Até o próximo dia 29, a empresa paulistana mantém abertas as inscrições para os animadores que quiserem ver suas obras transformadas em games.

O processo deve ser feito na página do SP Cultura. Confira aqui todas as regras. A divulgação do resultado no site da Spcine está prevista para 31 de janeiro.

Na segunda etapa do concurso, é a vez dos desenvolvedores de games fazerem a inscrição. Os estúdios terão entre 10 de fevereiro e 26 de março para enviar um vídeo-projeto no qual precisarão dizer qual animação querem adaptar e como.

Um corpo de jurados, formado por especialistas na área, escolhe as quatro melhores propostas, que receberão R$ 5 mil cada para a criação de um protótipo do jogo.

O projeto vencedor recebe um prêmio de até R$ 80 mil para desenvolver o game em um tempo médio de quatro meses. A data do anúncio está prevista para junho; e a entrega do projeto, para 26 de outubro.

Histórico

Batalha Animada nasceu em 2016, e sua primeira edição deu o pontapé inicial em julho daquele ano, também com a abertura do processo de inscrição.

Uma de suas ideias centrais é a exploração do conteúdo transmídia, uma tendência de mercado que amplia as possibilidades da atividade audiovisual a partir de uma mesma obra e de parceiros com atividades correlatas.

Na sua edição de estreia, o programa ainda rendeu bons frutos. “Tivemos o projeto vencedor – realizado pela Pocket Trap, baseado no desenho Historietas Assombradas – que conquistou mais de 100 mil downloads em menos de um mês; e o segundo lugar que, mesmo sem ganhar o prêmio, levou a parceria adiante e hoje tem o game baseado no desenho Show da Luna, já disponível nas lojas virtuais de aplicativos”, recapitula Ariel Velloso, assessor de games da Spcine.

Serviu também de inspiração para a Spcine desenvolver o concurso K.O HQ, que deu a missão para desenvolvedores criarem um jogo a partir de uma história em quadrinhos.

“Esperamos que a segunda edição do Batalha intensifique ainda mais as oportunidades entre os mercados de games e animação, aquecendo a produção transmídia nacional”, conclui Velloso.

Compartilhe

Deixe uma resposta