Seminário discute soft power em nações do BRICS

spcineAgenda0 Comments

O desenvolvimento de políticas públicas para o audiovisual está no centro das discussões do Seminário Internacional Cinema, Soft Power e os BRICS, que acontece no dia 27 de outubro, no Caixa Belas Artes, com a presença de autoridades, pesquisadores, gestores e realizadores do Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul. O evento ocorre dentro da programação da 40ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, com correalização Spcine.

A proposta é discutir ações conjuntas para promover o intercâmbio econômico e criativo entre os países do grupo. Além disso, compartilhar a experiência das potências emergentes no desenvolvimento do soft power. 

Para participar, acesse o formulário de inscrição.

A programação começa com painel sobre as indústrias cinematográficas da Rússia e da China. Nessa mesa, serão apresentadas as especificidades de cada mercado e também os mecanismos de coprodução, bem como casos de filmes realizados entre produtores brasileiros, russos e chineses. Da mesma forma, será relatada a experiência da Spcine na articulação do projeto que vai promover a circulação de obras paulistas nesses países por meio de um memorando de codistribuição.

No mesmo dia, à tarde, será a vez da mesa de debates sobre a produção de filmes na Índia e na África do Sul. Para este painel, já está confirmada a presença de Rachel Dwyer, professora da Universidade de Londres e especialista em cinema indiano; Paul Cooke, professor da Universidade de Leeds e pesquisador de cinema sul-africano; e Shobhan Saxena, crítico de cinema e jornalista do Times of India, em São Paulo, dentre outros. Na sequência, ocorrerá o lançamento do livro “Cinema Brasileiro e Coprodução Internacional”, de Dácia Ibiapina e Flávia Rocha.

Comitiva

As autoridades internacionais participam de agenda exclusiva no dia seguinte (28/9). Em reunião com gestores da Spcine, serão discutidas ações e políticas para aperfeiçoar o intercâmbio, concretizar parcerias para a coprodução e codistribuição de obras, exibição dos filmes em salas de cinema dos respectivos circuitos, assim como a oferta de serviços para o audiovisual e os incentivos fiscais para atrair as produções.

Na data, convidados de instituições nacionais e internacionais de renome conversam com pesquisadores que estudam mercado audiovisual no âmbito dos BRICS. Dentre os confirmados, estão os professores Stephanie Dennison, Paul Cooke, Vlad Strukov e Rachel Dwyer. Do lado brasileiro, estarão presentes Debora Ivanov (Ancine), Alessandra Meleiro (Universidade Federal de São Carlos), Ciro Dias e Sergio Siscaro (Imagem Corporativa), Eric Klug (British Council Brasil) e Florência Costa (jornalista).

O seminário é uma correalização da Universidade de Leeds com o Instituto Iniciativa Cultural e a Spcine, com apoio institucional do British Council Brasil, da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, da Imagem Corporativa, do Caixa Belas Artes e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

SERVIÇO
Seminário Internacional Cinema, Soft Power e BRICS

Quando? 27 de outubro de 2016
Quanto? Gratuito
Onde? Sala Spcine no Caixa Belas Artes – R. da Consolação, 2423 – Consolação, São Paulo

Inscriçõeshttps://goo.gl/forms/4hSsC8wBnmQeng7q2

[ATUALIZADO em 19/09/2016]

Compartilhe

0 Comments on “Seminário discute soft power em nações do BRICS”

  1. É necessário fazer inscrição prévia para o Seminário Internacional Cinema, Soft Power e BRICS?

  2. Pingback: Seminário discute soft power em nações do BRICS |

Deixe uma resposta