Edital de curtas: lista dos contemplados

spcineNotícias0 Comments

A Spcine anuncia a relação dos projetos selecionados para a segunda fase do Edital de Curtas. Confira a lista geral aqui.

Também estão públicos os comunicados dos selecionados e desclassificados, além do despacho dos projetos indeferidos.

São 100 ao todo. Destes, 50 dirigidos por mulheres, 39 por negrxs e três por deficientes e/ou pessoas com mobilidade reduzida. Há ainda um indígena e um homem transgênero. Quanto ao tipo de formato, há 26 animações, 37 projetos de ficção e mais 37 projetos de documentário ou curta experimental.

A sistematização de cotas e a paridade de gênero são dois dos principais destaques do edital, cujo investimento total é de R$ 1,8 milhão.

Os 100 selecionados participam de uma clínica de elaboração de projetos audiovisuais com enfoque em produção executiva, prestação de contas e legislação. Será realizada em 3 de setembro, das 9h às 13h30, na Universidade Anhembi Morumbi (Campus Mooca – Rua Doutor Almeida Lima, 1134, sala do curso de cinema).

Ao fim do workshop, os proponentes terão até 20 de setembro para inscrever seus projetos completos na plataforma SP Cultura. Na sequência, o júri inicia o processo de escolha dos curtas contemplados. Serão pelo menos 30. Além do investimento na produção, a Spcine oferece vagas para o Laboratório de Convergência – COLAB – para Debate Criativo.

Lançado no fim de abril, o programa de fomento recebeu mais de 800 inscrições em suas três linhas voltadas, respectivamente, para técnicas de animação, ficção e documentário, curta experimental e cinema imersivo.

Sua realização contou com um intenso processo de diálogo envolvendo entidades representativas do setor, com destaque para a Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas de São Paulo (ABD-SP), Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA) e Era Transmídia.

 

 

Compartilhe

0 Comments on “Edital de curtas: lista dos contemplados”

  1. Gostaria de saber como faço para entrar com recurso a respeito da aprovação, porém baixa nota, 26! não me aprovando para a segunda fase? E até em que ponto a soberania inquestionável dos jurados pode realmente saber se o candidato mora efetivamente numa região menos privilegiada, ou se trata apenas de uma conta de internet, e ou de banco… Residencia dupla, usada sistematicamente para aprovação nessa politicas afirmativas, tirando a possibilidade de um estudante de Cinema como eu de poder fazer seu primeiro filme. Estudo numa escola de Cinema e nem por isso, por eu ser branco sou mais ou menos privilegiado.

    Quero entrar com recurso e saber porque não obtive nota maior que 26. Obrigado

    José Roberto (Bob) (11) 98105.6664

    ________________________________

  2. Pingback: Edital de Curtas: segunda fase e clínica de projetos – Spcine

Deixe uma resposta