Diretora de Sense8 visita Centro LGBT em SP

Raul PerezSP Film Commission0 Comments

A cineasta norte-americana Lana Wachowski visitou nesta sexta-feira (27/5) o Centro de Cidadania LGBT, no Arouche, em São Paulo. Criadora da trilogia Matrix e da série Sense8, ambas produções assinadas também por sua irmã Lily Wachowski, ela conversou com participantes do programa Transcidadania, que realiza a inserção social da população trans por meio da educação.

A sala cheia, com a presença do secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania Felipe De Paula e de parte da equipe da Spcine, foi palco de depoimentos emocionados das travestis, mulheres transexuais e homens trans presentes. “Todas as grandes transformações a favor dos LGBT no mundo começaram com o movimento trans”, afirmou Lana, que é uma mulher transexual.

A cineasta, de passagem por São Paulo para a gravação de um episódio da série Sense8, afirmou que sempre ouviu falar sobre a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a maior do mundo, e que criou uma cena para a série só para ter a chance de vir até o evento.

Durante a conversa, diversas participantes reforçaram a importância da representatividade trans à frente e atrás das câmeras. “A visibilidade que a produção vai nos dar fará não só o Brasil, mas o mundo inteiro enxergar que mulher transexual, travesti e homem trans são seres humanos também e a única coisa que nós precisamos é a oportunidade. Por isso agradeço você ter escolhido fazer a filmagem aqui no Brasil.”, Aline Marques, que foi beneficiária do programa Transcidadania e atualmente atua como articuladora de Centro de Cidadania LGBT.

“Quando era jovem não havia personagens LGBT na TV, no cinema. Ou eram retratados com uma história trágica, como viciados, tristes, psicopatas. E eu entendi que queria mudar esse cenário. Temos os mesmos direitos como humanos, o direito de imaginar o mundo que todo mundo tem. O direito de encontrar amor, ser felizes, buscar nosso lugar no mundo”, afirmou.

Além de compartilhar suas histórias de vida, as participantes do programa conversaram com Lana sobre o decreto que garante o respeito ao nome social por órgãos do poder público. Ela defendeu a importância da medida e posou para a foto em defesa da permanência do decreto.

Compartilhe

Deixe uma resposta