BLACK MIRROR ESTREIA NOVA TEMPORADA COM EPISÓDIO GRAVADO EM SÃO PAULO

Guilherme MarianoDestaqueLeave a Comment

Uma das séries de maior sucesso da Netflix estreou sua 5ª temporada em 5 de junho com um clima de ineditismo. O primeiro episódio, intitulado Striking Vipers, transforma São Paulo em cenário em diversas sequências. É a primeira vez que uma cidade brasileira entra no roteiro da produção internacional.

A articulação e o apoio para as gravações se realizarem partiram da São Paulo Film Commission, departamento da Spcine responsável por administrar os pedidos de filmagem na cidade.

A equipe da série solicitou 19 locações, entre elas o Viaduto Santa Ifigênia e as avenidas Chucri Zaidan e das Nações Unidas. Há na lista lugares privados como o edifício Louvre, um apartamento na Avenida Paulista, a boate The Year Club e o heliponto do Copan. As gravações aconteceram entre 18 de março e 8 de abril de 2018, envolvendo 150 profissionais.

Estrelado por Yahya Abdul-Mateen II e Anthony Mackie, o Falcão da franquia Os Vingadores, o episódio conta a história de dois amigos viciados em um jogo de luta em realidade virtual que os fazem sentir dentro do cenário do game. A disrupção tecnológica, elemento principal da série da Netflix, conduz a narrativa.

Não é a primeira vez que a principal metrópole do país recebe uma produção internacional. Ao longo dos últimos três anos, 41 obras audiovisuais passaram pela capital paulista. A primeira delas foi a série Sense8, também da Netflix, que usou o cenário da Parada do Orgulho LGBT para gravar episódio da segunda temporada.

Outro ponto alto foi a visita de Keanu Reeves a São Paulo. O ator está negociando filmar sua nova série em terras paulistanas. Ele desembarcou na cidade em abril, a partir de uma articulação feita pela São Paulo Film Commission,  para se reunir com o prefeito Bruno Covas, o secretário municipal de Cultura, Alê Youssef, e a diretora-presidente da Spcine, Laís Bodanzky. 

Recentemente, a São Paulo Film Commission completou três anos de operação com números que justificam o seu segundo lugar entre as film commissions da América Latina, atrás apenas da Cidade do México. No período, 2,8 mil produções rodaram na cidade gerando mais de 65 mil postos de trabalho e uma movimentação financeira de pelo menos R$ 1,3 bilhão.


Assista ao vídeo-campanha de comemoração aos três anos da São Paulo Film Commission clicando aqui

Compartilhe

Deixe uma resposta