Animação de pinguim praiano vence Batalha Animada

Guilherme MarianoDestaque, Notícias0 Comments

O concurso que estimula a criação de um game mobile a partir de uma animação brasileira tem o seu vencedor.

É a Flux Game Studio, que vai criar um jogo baseado no desenho “Oswaldo”. A história gira em torno das aventuras de um pinguim que vive no Rio de Janeiro e precisa encarar o desafio de frequentar a escola.

O projeto vencedor receberá até R$ 80 mil para desenvolver o jogo e lançá-lo nas lojas digitais de aplicativos (App Store e Google Play). O prazo de entrega é de quatro meses. O lançamento está previsto para outubro.

Quatro projetos chegaram à fase final. Confira abaixo a lista completa com as respectivas notas.

O concurso é uma parceria da Spcine com a Secretaria Municipal de Cultura.

 

Histórico

Batalha Animada nasceu em 2016, e sua primeira edição deu o pontapé inicial em julho daquele ano, também com a abertura do processo de inscrição.

Uma de suas ideias centrais é a exploração do conteúdo transmídia, uma tendência de mercado que amplia as possibilidades da atividade audiovisual a partir de uma mesma obra e de parceiros com atividades correlatas.

Na sua edição de estreia, o programa ainda rendeu bons frutos. “Tivemos o projeto vencedor – realizado pela Pocket Trap, baseado no desenho Historietas Assombradas – que conquistou mais de 100 mil downloads em menos de um mês; e o segundo lugar que, mesmo sem ganhar o prêmio, levou a parceria adiante e hoje tem o game baseado no desenho Show da Luna, já disponível nas lojas virtuais de aplicativos”, recapitula Ariel Velloso, assessor de games da Spcine.

Serviu também de inspiração para a Spcine desenvolver o concurso K.O HQ, que deu a missão para desenvolvedores criarem um jogo a partir de uma história em quadrinhos.

 

Classificação Geral:

Estúdio Videoprojeto Nota Final
Flux Game Studio Oswaldo 56
Box2Box Turma da Mônica 54,5
Reload Game Studio SOS Fada Manu 54,5
Gixer Game Studio Osmar, a Primeira Fatia do Pão de Forma 53

 

Compartilhe

Deixe uma resposta